O Titanic ou uma história de coragem…

história de coragem

Hoje é dia 31 de Maio…

Hoje não escreverei sobre sociedade ou política…

Escreverei sobre esta data, em que neste dia há 106 anos atrás, foi lançado ao mar o maior objecto construído pelo homem até aquela data…

O Titanic

O Titanic foi um barco especial…

Fazia parte de uma encomenda de 3 navios iguais…

O Olympic e o Britannic

 

 

Pertenciam a uma companhia chamada “White Star Line“, a qual competia pela travessia do Atlântico, com a “Cunard“…

A “Cunard” possuía na altura os dois maiores barcos de passageiros do mundo…

O “Mauretania” e o “Lusitania“…

Nos sombrios estaleiros da “Harland and Wolff“, centenas de operários deram substância ao sonho de Bruce Ismay

 

Serviços de Fotografia Tapa ao Sal

 

A imponente envergadura do barco, associado ao facto de usar compartimentos estanques, levou os projectistas a considerá-lo inafundável…

 

Esqueceram-se de duas coisas…

Tal como o nome indicava, também na mitologia grega, os titãs foram derrotados pelos deuses…

E em segundo lugar, os projectistas não previram a fúria dos elementos…

Fica para a história, um afundamento que não durou mais de 2 horas e pouco…

Mas fica para a história, a coragem de quem ousou sonhar mais alto…

 




 

Bruce Ismay, teve o arrojo de querer ser melhor…

De querer que o seu navio fosse a nova referência das travessias transatlânticas…

De querer proporcionar aos seus passageiros, uma viagem única…

Pagou caro…

A empresa nunca mais se recompôs…

 

Bruce Ismay carregou para sempre o estigma de estar associado a mais de mil mortes…

 

Mas ousou ser diferente…

Ser melhor…

Demonstrou a capacidade que muito ser humano não consegue ter…

A capacidade de sonhar…

E de transformar esse sonho em realidade…

Teve a coragem de enfrentar vicissitudes…

Frustrações…

 

É fundamentalmente a coragem que separa os “Homens” dos “Rapazes”…

 

A história faz-se de Homens que arriscaram…

Mesmo que perdendo…

Amundsen chegou ao Polo Sul

E no entanto Scott que perdeu a corrida, ascendeu ao panteão dos heróis…

Teve a coragem de ir até ao fim, mesmo sabendo que o regresso seria terrível…

Pagou com a vida esse assomo heróico…

John F. Kennedy mesmo sabendo que o Texas lhe era hostil, ousou ir até Dallas…

 




 

Quando o bom senso, lhe recomendava que levasse a capota anti-bala, optou por ir de cabeça à mostra…

Sem medo…

Pagou caro esse atrevimento…

Mas a coragem demonstrada imortalizou-o…

Hoje em que se celebra o lançamento do maior barco do mundo ao mar, que a coragem de perseguir o sonho não acabe nunca…

Que a força desse sonho e a vontade de o transformar em realidade, continue a nortear a vida daqueles que em determinada altura dessa mesma vida, souberam ter essa coragem…

 

Serviços de Fotografia Tapa ao Sal

 

Ler outros textos de António Franco: Aqui… e se gostou, partilhe este texto para que mais pessoas possam ler!

 

Última atualização do artigo a

Gostou do artigo? Deixe um comentário: