A Europa e o preço da multiculturalidade…

multiculturalidade

Vinha hoje de manhã a ouvir radio…

Uma correspondente da Antena 1 em Bruxelas, fazia um rescaldo da cidade após os atentados levados a cabo há um ano…

Dizia que em comparação com a aquela data, Bruxelas é hoje uma cidade mais policiada e que até pode surpreender o número inusitado de soldados que calcorreiam as ruas da capital Belga…

 

A Europa multicultural falhou de forma estrondosa ao aceitar pessoas que pura e simplesmente não aceitam a nossa cultura…

 

Mas não só a Europa…

Uma feminista Canadiana e apoiante do Islão, foi há uns dias a uma mesquita Canadiana demonstrar o seu apoio à comunidade Muçulmana…

Embora estivesse no seu país, foi obrigada a colocar um véu e teve que assistir à cerimónia a um canto, pois para o Islão se alguma mulher estiver na frente dos homens, as orações não têm validade…

Tivesse um Muçulmano sido obrigado a respeitar os costumes cristãos numa igreja, e já a comunicação social tinha gritado aos 4 ventos que o Cristianismo era Islamofóbico…

 




 

Assim assobiamos para o lado enquanto assistimos impotentes à nossa perda de valores…

O Papa Francisco afirmou que um dia destes vai ler versículos do Corão no Vaticano…

O mesmo Papa que finge não ver o extermínio de Cristãos a acontecer no médio Oriente…

 

O preço que estamos a pagar por esta loucura é muito alto…

 

Bruxelas, Berlim, Paris, Estocolmo são hoje cidades praticamente sitiadas…

O comissario anti terrorismo em Bruxelas, dizia na crónica que ouvi, que basta alguém ver um homem de barba e mochila nas ruas para entrar em contacto com a agência de segurança por si chefiada…

Acontece o mesmo em Berlim…

Onde em desespero o governo de Angela Merkel, já oferece somas avultadas aos refugiados que queiram voltar aos seus países…

Teria sido tão fácil evitar isto…

Em Paris as pessoas vivem numa permanente ansiedade…

Em Estocolmo há uns dias atrás um refugiado dizia orgulhosamente…

 




 

Gosto de estar aqui, mas a sharia tem que ser implantada na Suécia…

Dizia de uma forma clara que defendia as violações…

Argumentando que as mulheres é que têm culpa, por vestirem roupas provocantes…

Não quero imaginar a minha filha que tem hoje 14 anos, a ter que se tapar dos pés à cabeça para ir à Nazaré…

Mas isso sou eu que sou conservador…

Os “progressistas” hão-de ter uma explicação razoável para o que se passa…

Em Londres existem zonas que têm letreiros a dizer “Under Sharia Law”…

Onde há uns tempos atrás um refugiado degolou um soldado Inglês…

Na Suécia depois dos tumultos em Malmo, o serviço militar obrigatório voltou a vigorar…

 

Deixámos entrar na velha e tranquila Europa, milhares de pessoas que não entendem o simples facto de uma mulher poder conduzir…

 

Que não percebem que uma mulher em calções não é uma prostituta…

Que não admitem outro tipo de cultura…

A ânsia do politicamente correcto, tirou-nos um dos bens mais preciosos dos valores Ocidentais…

A segurança…

Não podemos em nome da tolerância aceitar que não a pratica…

 




 

Não podemos continuar a ter medo de viver nos nossos próprios países…

Não podemos deixar de afirmar os nossos direitos…

Os nossos valores…

Sob pena de nos tornarmos cordeiros para sacrifício…

Desde há um tempo os atentados são sempre levados a cabo por pessoas com “Problemas Mentais”…

A pergunta que deixo é…

Será que só os Muçulmanos têm “Problemas Mentais” que os levam a atentar contra a vida de outras pessoas?

Não acham estranho que os Cristãos, os Hindus, os Judeus, nunca tenham este tipo de distúrbio?

Fica a pergunta…

Quem souber que responda…

 

Serviços de Fotografia Tapa ao Sal

 

Ler outros textos de António Franco: Aqui… e se gostou, partilhe este texto para que mais pessoas possam ler!

 

Última atualização do artigo a

Gostou do artigo? Deixe um comentário: