sistema financeiro em portugal

Um olhar sobre a caixa…

Se existe uma profissão e um sector que parecem viver noutra realidade, são respectivamente os banqueiros e o sistema financeiro em Portugal.

Se existe em Portugal uma profissão e um sector que parecem viver noutra realidade, são respectivamente os banqueiros e o sistema financeiro…

Com efeito os bancos em Portugal parecem ter sempre o respaldo do estado, que em boa verdade não os deixa falir…

Aconteceu com o BPN, o BPP e se o grupo Espírito Santo colapsou, deve-o na realidade a imposições estrangeiras, que não entenderam porque é que tinha que ser o contribuinte a pagar os desvarios de Ricardo Salgado e companhia…

Criou-se o Novo Banco com o intuito de ser rapidamente vendido, o que até à presente data não aconteceu, e a continuar assim parece-me que infelizmente vem mais uma conta para o contribuinte…

O mesmo que poderá ser chamado a pagar as contas dos lesados do BES…

Os lesados do BES arriscaram o seu dinheiro em produtos supostamente rentáveis…

A questão que ponho é simples…

Se os produtos têm dado retorno, algum dos lesados repartiria esse lucro com o estado?

Não me parece…

Por isso não posso concordar que seja o estado e o contribuinte a pagarem a aposta arriscada que foi feita…

Era como se algum de nós gastasse todo o dinheiro que tem em raspadinhas, e caso não lhe calhasse nada ir pedir o dinheiro de volta…

Não passa pela cabeça de ninguém…

A Caixa Geral de Depósitos é outro exemplo de má governação…

Parece-me que a mesma sofre de uma desmesurada megalomania…

A sede da Caixa ficou mais cara do que a sede da reserva federal Norte Americana em Fort Knox

Absurdo…

Só em ar condicionado o estado pagou cerca de 6 milhões de contos…

Cerca de 30 milhões de Euros…

Não lembra a ninguém…

Faz-nos lembrar a ostentação típica de países de terceiro mundo, onde os governantes se deslocam em Mercedes S-klasse, enquanto o povo morre de fome…

O sarilho dos sms é elucidativo de como estas pessoas se julgam num patamar diferente…

Um administrador de um banco público achou que não tinha que mostrar qualquer tipo de declaração de rendimentos…

E o ministro concordou…

Mas tudo isto tem de certa forma escamoteado um problema que me parece grave…

A recapitalização da Caixa

Antes de mais quero referir que no meu entender a Caixa deveria ser privatizada…

E porquê?

No caso de se descapitalizar, seriam os donos e os accionistas a terem que arranjar dinheiro para a sua recapitalização…

Simples…

Assim mais uma vez o contribuinte já tão fustigado por impostos. vai ser chamado a meter num banco que alguém faliu, cerca de 5000 milhões de Euros…

Surreal…

As funções básicas do estado no que diz respeito à saúde e à educação, ficariam salvaguardadas por muitos anos com esse dinheiro…

É mais importante um hospital em Montalegre ou uma escola em Freixo de Espada à Cinta, do que uma recapitalização de um Banco que alguém por incúria levou à bancarrota…

O Estado tem que definir prioridades, sendo que não me parece que andar sempre a fustigar o contribuinte para tapar erros alheios seja uma delas…

A caixa Geral de Depósitos tem servido para os sucessivos governantes nomearem administrações, tendo assim um acesso facilitado a um dinheiro que é de todos nós…

O não querer deixar que a Caixa divulgue os maiores devedores é no fundo fazer de nós parvos…

Somos obrigados a pagar o erro de outros, mas não podemos saber para onde foi o nosso dinheiro…

O estado somos nós, e ficarmos alheados dos nossos direitos e opiniões só porque achamos que não vai adiantar nada, vai criar nos governantes a ilusão de que são inimputáveis…

E isso normalmente é o primeiro passo para um regime ditatorial…

Ler outros textos de António Franco: Aqui… e se gostou, partilhe este texto para que mais pessoas possam ler!

Default image
António Franco
Nasci em 1966 na aldeia da Paúla, em Alenquer, e vivo dos meus prazeres... Gosto de política, de ler, não dispenso uma ida ao Gerês e à Nazaré... Conversar com os meus filhos enche-me a alma... O cheiro da terra molhada, assim como o nascer do sol e as noites estreladas de verão, alimentam-me o espírito... Depois de tudo isto contemplo a paisagem com um passeio junto aos moinhos... Este sou eu!
Artigos: 52

Deixe um Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.