Convento de Santo António Sertã

Convento de Santo António na Sertã, paredes vivas de história!2 minutos de leitura.

O Convento de Santo António Sertã, localizado na Alameda das Carvalhas, carrega muita história…

E transporta-nos até 1634, ano em que foi fundado por Frei Jerónimo de Jesus e Frei Cristóvão de S. José…

Este último natural da vila da Sertã.

A sua construção começou em Julho de 1635, mais propriamente no dia 8 de Julho, dia em que a primeira pedra foi lançada.

Foi D. Fernando, Grão Prior do Priorado do Crato que deu a ordem para a sua edificação.

 




 

A origem do Convento de Santo António Sertã deve-se sem dúvida à vontade da população da Sertã, assim como à Câmara Municipal e à Misericórdia.

 

Convento de Santo António na Sertã
Convento de Santo António na Sertã, recuperado e transformado.

Sabe-se que a igreja foi concluída entre 1643 e 1645 e, assim que o convento começou a ser habitável os primeiros frades foram para lá, eram quatro apenas.

No entanto os números cresceram, números interessantes, pois o Convento de Santo António teve 200 anos de vida.

Nele habitaram 27 provinciais e 42 guardiães, sem esquecer muitos religiosos que por ali passaram também.

 

Convento de Santo António na Sertã
Frescos da Capela, no Convento de Santo António na Sertã.

Os religiosos que nele habitaram viviam das esmolas e doações.

Foram pessoas muito importantes na educação de muitos jovens Sertaginenses.

 




 

Além das aulas de latim, houve aqui uma escola a funcionar, iniciativa da Rainha D. Maria.

Os tempos foram passando e a ordem das coisas também.

 

Convento de Santo António na Sertã
Antigo Confessionário do Convento de Santo António na Sertã.

Em 1834 extinguiram-se as ordens religiosas e o convento andou numa roda-viva de proprietários.

Na verdade, o Convento de Santo António da Sertã andou de mão em mão se assim podemos dizer, pois foi doado a Carlos Mascarenhas

Devido aos seus serviços prestados enquanto Governador Civil de Portalegre.

 

Serviços de Fotografia Tapa ao Sal

 

Mais tarde passou-o ao seu tio materno, Simão de Mascarenhas, que, por sua vez o deixou a Romão Luís de Mascarenhas Pimenta.

O tempo continuou a rodopiar e eis que de seguida vem outra mão que o agarra…

Como sendo a da sua sobrinha, Maria Clementina Relvas tendo vivido mesmo no convento em 1892.

 

Maria Clementina Relvas
Retrato de Maria Clementina Relvas.

Em 1920 a Câmara Municipal da Sertã adquiriu o convento e nele instalou o quartel da Guarda Nacional Republicana e lá funcionou também uma escola primária.

Já dizia o poeta “mudam-se os tempos, mudam-se as vontades” e a história do Convento de Santo António não fica por aqui não…

Mas isso fica para um outro artigo mais para frente! (Convento da Sertã Hotel, aqui estamos em casa…)

Deixe aqui o seu comentário:

Também vai gostar de ver:

Partilhe com os seus amigos:

Nascida em Portalegre no ano de 1978 mas foi em Nisa que vivi até 2007, o destino levou-me para a Charneca de Caparica.
Com formação em Comunicação e Relações Públicas, posso dizer que sou orgulhosamente Alentejana mas acima de tudo sou isto… apaixonada pela descoberta de novas sensações e pela comunicação.