Grutas de Mira de Aire

Das formações calcárias nascem as Grutas de Mira de Aire

Com uma extensão de 11 quilómetros e aproximadamente 700 degraus, as Grutas de Mira de Aire, pertecem a duas serras principais: a de Aire e Candeeiros.

As grutas de Mira de Aire, fazem as delícias de muitos roteiros turísticos, como uma ida a Fátima e de seguida descobrir as grutas no meio da serra de Aires e Candeeiros.

São umas grutas com extensão de 11 quilómetros, e com aproximadamente 700 degraus.

Durante a visita apenas percorremos 600 metros da gruta.

A visita tem início com uma pequena projeção de vídeo, onde é mostrado um pouco da história da gruta e como são formadas as grutas naquela região…

Então e porque é esta região tão rica em grutas?

A região central de Portugal entre Rio Maior, Alcobaça, Porto de Mós, Batalha, Leiria, Ourém, Torres Novas e Alcanena, é ocupada, por serras calcárias.

Dele fazem parte duas serras principais, a de Aire e dos Candeeiros.

lateral da gruta
Incríveis formações rochosas.

A região é caracterizada por não ser atravessada por nenhum rio, já que a água das chuvas se infiltra quase completamente nas fendas da rocha em vez de escorrer pelas vertentes e originarem rios.

É que, ao contrário das outras rochas, o calcário é dissolvido pela água.

Ao penetrar nas pequenas fissuras de rocha, a água alarga-as por dissolução e transforma-as em grandes corredores ou em poços naturais que, na região têm o nome de algares.

Foi num destes algares, existentes no sítio de Moinhos Velhos, pequeno por sinal, e aparentemente igual a tantos outros, que em 1947 alguns habitantes de Mira de Aire entraram.

E foi aí que tudo teve início, a descoberta da gruta em 27 de julho de 1947.

Posteriormente, as Grutas de Mira de Aire, foram classificadas como imóvel turístico de interesse público.

Incriveis estalactites
Formações de estalactites no interior da gruta

Tendo aberto as suas portas ao público a 11 de Agosto de 1974.

Foi a partir desse momento que as grutas passaram a complementar parte dos roteiros de muitos Portugueses…

As enchentes que há tempos se fizeram sentir por parte de Portugueses, é agora ocupada por muitos dos estrangeiros que visitam o nosso país.

As grutas de Mira de Aire, são um bom complemento para quem estuda ou se interessa por geologia, uma vez que ali poderão encontrar diversas constituições calcárias.

São fascinantes todas as estalagmites e estalactites, o aproximar de tão belas formações rochosas…

Toda a visita é acompanhada por um guia que nos explica muito do que estamos a ver.

Existe muito a parte económica e de embelezamento…

O excesso de luz colorida dentro da gruta torna de algum modo algo muito artificial, perdendo em parte a essência da gruta.

Explorador da gruta
Exemplo de trabalho dentro da gruta

É apenas um pequeno pormenor que podemos abstrair e continuar a visita.

São em todo o seu esplendor formações rochosas únicas e que todos deveríamos conhecer.

Aproveite um dia de passeio, e vá até às grutas de Mira de Aire conhecer, ou visitar novamente.

Nós gostamos de revisitar, visto que já nem tínhamos memória das grutas.

Será com certeza uma excelente visita, para que conheçamos o nosso país por dentro.

Fica a dica… vamos conhecer as grutas de Mira de Aire…

Siga o álbum de fotografias que preparamos desta viagem riquíssima de conhecimento:

Fotografias do interior das Grutas de Mira daire

Já conhece as Grutas de Mira de Aire?

Comente o artigo e conte-me tudo…

E se gostou, partilhe com os seus amigos:

Default image
Sofia
Apaixonada por gastronomia portuguesa e viagem. Adoro viajar pelos recantos mais escondidos de Portugal e provar as melhores iguarias portuguesas.

Deixe um Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.