Longe mas perto do coração!

Habitante do Talasnal

Emigrante na Suíça, o Sr. António, ex habitante do Talasnal, não esquece a aldeia que o viu nascer!

Recorda como esta aldeia era pobre…

Obrigando a que os habitantes rumassem a outras terras à procura de emprego.

Escolhiam Lisboa e Lousã…

Os que ficavam não lucravam mais do que os rendimentos saídos do campo e animais.

Com orgulho nos lábios sente-se a saudade que carrega no rosto…

 




 

Sr. António é um ex habitante do Talasnal, que nos transmite relatos das vivências de antigamente.

 

Saudade dos tempos em que com a apanha da azeitona os habitantes incluindo os das aldeias vizinhas traziam a azeitona para o lagar…

Saudade do dia em que saia o azeite do lagar…

Era um dia especial por isso provava-se um pouco de broa de centeio.

Tempos bem diferentes, em que quando falecia alguém eram os habitantes que carregavam o caixão aos ombros até à Lousã…

O qual chegou mesmo a servir de abrigo num dia de temporal…

 

Serviços de Fotografia Tapa ao Sal

 

Tempos distantes e histórias impensáveis…

Mas que o Sr. António fez questão de partilhar connosco.

De regresso à Suíça, quem sabe não voltemos a cruzar-nos com o Sr. António para mais uma troca de histórias…

Que além de preciosas, são o passaporte para entendermos o nosso passado!

Obrigada Sr. António!

Última atualização do artigo a