tipos de infusão plantas do xisto

15 Tipos de infusão que a saúde agradece

15 tipos de infusão em plena serra da Lousã, nos socalcos da aldeia do xisto da Cerdeira, nascem as plantas aromáticas em condições especiais.

Neste artigo vou-lhe mostrar como a sua saúde vai beneficiar com estes 15 tipos de infusão.

Mas antes disso vou esclarecer uma dúvida muito comum.

Qual a diferença entre chá e infusão?

O consumo de infusões tem vindo a crescer…

Correspondendo à procura dos consumidores por um estilo de vida saudável.

Ainda assim, existe pouca cultura de consumo e a maior parte das pessoas refere-se ao chá, de forma generalista, para todas as infusões.

Na realidade, chá é o nome de uma planta (Camellia sinensis)…

Que em infusão e nas suas inúmeras variedades, se popularizou pelo mundo inteiro…

Sendo uma das bebidas mais consumidas.

Quando consumimos uma infusão feita com outra planta qualquer, deveremos sempre referir-nos a esta como infusão de…

E não chá de…

Para evitar confusão e criar cultura de consumo…

Já que diferentes infusões tem diferentes sabores, características, propriedades.

Agora que já estão mais esclarecidos, podemos partir à descoberta de alguns tipos de infusão…

Benefícios dos vários tipos de infusão produzidas na “Planta do Xisto

Lúcia-Lima, infusões do xisto
Plantação de Lúcia- Lima

Estas plantas aromáticas são cultivadas em plena serra da Lousã

Nos socalcos da aldeia do xisto da Cerdeira.

Nascem ao ar livre, em terreno acidentado e em clima de montanha a 650m de altura.

1 – Alcachofra Cynara scolymus:

Mau funcionamento da vesícula biliar, doenças do figado, preventivo da asteriosclerose, acção diurética, depurativo.

2 – Alecrim Rosmarinus officinalis:

Normalizador das pertubações digestivas ligeiras associadas a disfunções hepatobiliares, flatulência, tónico circulatório e hipertensor.

3 – Equinácia Echinacea purpúrea:

Imunoestimulante. Na profilaxia e tratamento da gripe, inflamações orofaríngias, rino-sinusite e bronquites. Síndromas gripais. Tosse, bronquite, febre.

4 – Framboesa Rubus idaeus:

Depurativo, pertubações do trato gastrintestinal, inflamação das vias urinárias, diarreias.

5 – Erva príncipe Cymbopogon citratos:

Revigorante, anti-séptico, bactericida, calmante, digestivo, tónico e estimulante gástrico.

6 – Lúcia-lima Aloysia tryphilla:

Calmante suave, digestiva, carminativa, falta de apetite, flatulência, insónias e cólicas gastro –intestinais.

Contraindicações: Não usar por períodos longos, pois pode provocar perturbações gástricas e até gastrites.

7 – Hissopo Hyssopus officinalis:

Resfriados, gripe, sinusite, bronquite, asma brônquica. Infecções respiratórias com muco espesso e acumulado. Flatulência, cólicas intestinais. Como fluidificante da expectoração.

Secagem de infusão de Alecrim
Secagem das infusões

8 – Segurelha Satureja montana:

Anti-séptica, fungicida, carminativa, espas-molítica, antidiarreico, inflamação das vias respiratórias, indisposições digestivas, como enfartamento, gases e cólicas. Gastroenterite aguda.

9 – Hortelã pimenta Mentha piperita:

Flatulência, náuseas, vómitos, infecções respiratórias, perturbações do fígado e vesícula biliar, tosse, bronquite, faringite.

10 – Hortelã vulgar Mentha spicata:

Problemas digestivos, atenua o desenvolvimento de gases intestinais.

11 – Poejo Mentha pulegium:

Digestões difíceis, flatulência, cólicas gastrintestinais. Na gota. Resfriados, amenorreia.

12 – Perpétua Roxa Gomphrena globosa:

Anti-inflamatório, dores de garganta, bronquite, laringite,rouquidão e dores de cabeça.

13 – Tomilho Bela-luz Thymus mastichina:

Afecções das vias respiratórias (gripe, catarros, tosse irritativa). Digestões lentas, gastrites crónicas. Sintomas de bronquite.

14 – Tomilho limão Thymus citriodorus:

Anti-séptico, afecções das vias respiratórias (gripe, catarros e tosse irritativa), digestões lentas, excesso de gases e sintomas de bronquite.

15 – Tomilho serpão Thymus serpyllum:

Afecções das vias respiratórias (gripe, catarros, tosse irritativa). Expectorante.

Flatulência, cólicas gastrointestinais. Perturbações urinárias, como cistites e litíase.

Fonte: Planta do Xisto.

Já usou algumas destas infusões?

Comente o artigo e conte-me tudo…

E se gostou, partilhe com seus amigos!

Default image
Sofia
Apaixonada por gastronomia portuguesa e viagem. Adoro viajar pelos recantos mais escondidos de Portugal e provar as melhores iguarias portuguesas.

Deixe um Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.