Passadiço do Alamal

Passadiço do Alamal, a sentir o rio Tejo

O Passadiço do Alamal inicia-se na ponte de Belver e levam-nos até à Praia Fluvial do Alamal e oferece-nos uma vista magnífica!

O Passadiço do Alamal é a maior pérola do concelho do Gavião.

Um passadiço criado e inserido num percurso pedestre à beira do rio Tejo, entre Belver e a praia do Alamal.

Desde de Outubro de 2016 que, o blog Tapa ao Sal, demos a conhecer aos nossos seguidores esta verdadeira pérola plantada junto ao rio Tejo.

Fomos a grande alavanca para que este passadiço fosse conhecido a nível nacional.

Um artigo que em pouco tempo contou com mais de vinte mil partilhas, deliciando todos os nossos seguidores.

Infelizmente, no verão de 2017, o concelho de Gavião foi bastante fustigado pelos incêndios, afetando gravemente toda a zona em redor do passadiço.

Castelo de Belver
Uma vista incrível sobre o Castelo de Belver, que nos faz parar.

Estive no local poucos dias após os incêndios e pude constatar que praticamente toda a paisagem de ambas as margens do rio Tejo tinha ardido

O passadiço também ardeu em alguns locais e teve de ser interdito, para segurança dos visitantes.

Mas a boa nova chegou…

A Câmara Municipal do Gavião recuperou todo o passadiço do Alamal.

Trabalho árduo, mas é algo que não me poderia deixar mais feliz.

O Passadiço está recuperado e de novo aberto para que todos o possamos visitar.

Como devo fazer o passadiço do alamal?

O Passadiço do Alamal inicia-se na ponte de Belver e leva-nos até à Praia Fluvial do Alamal.

É um passeio magnífico que percorre o Tejo e envolve duas freguesias, Gavião e Belver!

Se quer envolver-se ainda mais tem o percurso pedestre PR1, desafie a sua vontade de caminhar e de certeza que vai querer repetir.

“Arribas do Tejo” é o nome que caracteriza o percurso pedestre que pode fazer envolvendo o passadiço.

É de pequena rota.

Com dezassete quilómetros e envolve duas travessias.

Nomeadamente a Barragem de Belver e a ponte de ferro da Estrada Nacional 244, uma ponte renovada que convida a passagem.

O percurso oferece-nos uma vista magnífica.

Praia fluvial do Alamal
Amanhecer na Praia fluvial do Alamal

Situa-se sempre à margem do rio e dentro da natureza mas tem um senão…

Às pessoas com mobilidade reduzida este passadiço não é acessível, como é o caso de quem se desloca em cadeira de rodas.

Várias tábuas de madeira formam um verdadeiro piano que toca ao som dos nossos passos, estamos no Passadiço do Alamal.

Um passadiço largo e bem perto da natureza no seu mais alto grau.

Por entre madeiras planas e algumas escadas, o visitante encontra uma boa maneira de passar o dia…

Descobrindo o que a Praia Fluvial do Alamal reserva.

O Passadiço do Alamal tem três quilómetros.

Segue a margem esquerda do Rio Tejo, sempre em direcção à ponte de Belver.

Passadiço do Alamal vista com nevoeiro
Paisagem do Passadiço do Alamal depois do incêndio.

Passamos por várias espécies de árvores, sentimos os cheiros típicos do Alentejo…

O campo, as aves, um aroma característico que não se consegue explicar.

Lá vamos indo…

Apanhamos alguns corrimões…

Guiados com corda…

Que embelezam e protegem partes do passadiço.

A vista para o Castelo de Belver faz-nos parar um pouco e observamos…

Qual a melhor altura para visitar o percurso?

Devido a ser um percurso de boa acessibilidade, é fácil visitar durante o ano todo.

Nós fizemos o percurso logo após o verão, dando uma cor quente ao verde da paisagem…

O Outono tem destas maravilhas, e as folhas caídas no passadiço do Alamal conferem-lhe uma beleza natural.

Durante o passeio no passadiço do Alamal os sons despertam os nossos sentidos.

Reflectindo-se toda a natureza nas águas do rio Tejo… um verdadeiro espelho.

Espelhada neste caminho de madeira está a nossa promessa de voltar!

Porque esta maravilha existe e como amantes da natureza, só temos é que agradecer…

E regressar!

Dicas úteis para fazer o Passadiço:

Passadiço do alamal
Vamos começar o nosso percurso na melhor companhia.

1 –  Um percurso fácil que poderá ser feito em família;

2 – A sua utilização é gratuita;

3 – Fáceis acessos, embora não esteja preparado para pessoas com mobilidade reduzida;

4 – O percurso pedestre pode iniciá-lo onde desejar, tanto do lado de Belver como do lado da praia do Alamal;

5 – Poderá fazer o percurso ao seu próprio ritmo, e apreciar todo o encanto de natureza que ali dispomos;

6 – Percurso enquadrado no percurso pedestre PR1 “Arribas do Tejo”;

7 – A ponte já se encontra em funcionamento, podendo assim terminar o percurso.

8 – Descansar na esplanada da praia ou do Alamal River Club e apreciar todo este cenário de beleza.

Sugestões para fazer o passadiço em segurança:

1 – Apesar de um percurso pequeno é aconselhável levar consigo água.

2 – Uso de protetor solar.

3 – Calçado e roupa confortável.

Como chegar ao Passadiço do Alamal:

Nos dias que permaneci no Gavião escolhi para descansar e recuperar forças o Alamal River Club.

Sem dúvida alguma recomendo devido à sua proximidade com a praia do Alamal.

Conheça o Passadiço do Alamal, através deste álbum de fotografias:

Conheça o Passadiço do Alamal depois do incêndio, através deste álbum de fotografias:

Já conhece o Passadiço do Alamal?

Comente o artigo e conte-me tudo…

E se gostou, partilhe com seus amigos:

Default image
Sofia
Apaixonada por gastronomia portuguesa e viagem. Adoro viajar pelos recantos mais escondidos de Portugal e provar as melhores iguarias portuguesas.
Artigos: 131

Deixe um Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.