eleições americanas 2020

Um olhar sobre as eleições americanas

Biden tem aos 77 anos a missão mais complicada da sua vida política...

Escrevo esta crónica uns dias depois das eleições americanas terem sido levadas a efeito, e sem que oficialmente se saiba o vencedor.

De um lado temos Donald Trump que continua a falar em fraude eleitoral…

Do outro temos Joe Biden que alega ter ganho em função dos votos por correspondência…

Quando tomou posse em 2016, Trump trouxe uma nova forma de liderança…

Como não fazia parte do “mainstream” de Washington, hostilizou e ridicularizou imensa gente que desde há muito percorria os corredores do poder…

Uma dessas pessoas foi Joe Biden, a quem Trump alcunhou de “Sleepy Joe”…

O Zé Soneca…

Obviamente que essa forma de ser, lhe trouxe imensos inimigos, os quais trabalharam arduamente para o tirar do poder…

Por outro lado Trump deu voz a uma América mais profunda…

Mais rural…

Mais tradicional e conservadora…

Que os burocratas de Washington desprezavam…

Temos assim neste momento um país profundamente dividido…

Se Biden tem como apoiantes organizações como o “Black Lives Matter“, Trump tem toda uma população da dita América profunda pelo seu lado e que o idolatra como um Deus…

Agora permitam-me fazer uma espécie de exercício mental…

Trump sempre disse que o voto por correspondência era fraudulento…

Saberia ele de alguma coisa?

Sem pôr em causa a vitória de Joe Biden, ás vezes questiono os números…

Por exemplo na Pensilvânia e contados os votos em urna, Trump tinha cerca de 700000 votos a mais…

Vantagem essa que em poucas horas foi anulada pelos votos por correspondência…

O que se vai seguir é uma batalha imensa a nível dos tribunais…

Desejo que Trump aceite a vitória de Biden, sob pena dos Estados Unidos ficarem a ferro e fogo…

Mas por outro lado e caso se prove a fraude eleitoral, os Democratas arriscam uma longa ausência do poder…

Outra coisa que se verificou foi um completo logro a nível das sondagens…

Mais uma vez e quando tudo apontava para uma vitória esmagadora de Biden, verificou-se que afinal o que tinha acontecido em 2016 não tinha servido de lição…

O que deixa suspeitas em relação á intenção das mesmas…

Temos neste momento e caso Biden seja declarado vencedor, um tempo de instabilidade social enorme…

Biden vai ter que ser capaz de unir um país feito em cacos a esse nível…

Velhos ódios renasceram…

O sul ainda não esqueceu a guerra civil…

As facas afiam-se…

Biden tem aos 77 anos a missão mais complicada da sua vida política…

Trump vai resistir até ao último segundo…

Menosprezar Donald Trump é um erro colossal…

Os resultados vão levar algum tempo a serem aceites…

Para terem a noção do carácter do Presidente, deixo aqui uma pequena história…

Em 2014 Trump insinuou que Barack Obama não era Americano…

Aquando da festa anual com a imprensa em Washington, Obama resolveu vingar-se…

Convidou Trump…

Quando discursou, exibiu uma certidão de nascimento que provava a sua cidadania…

Trump ficou furioso…

Nessa noite telefonou ao seu advogado Rudolph Giuliani e disse…

Vamos ganhar 2016…

E acabou por ser Obama a receber Trump na casa branca já como presidente eleito…

A teimosia de Trump pode levar o país a uma espécie de guerra civil…

Entre uma América que o idolatra e outra que o odeia…

Trump é mesmo assim…

Ou ama-se ou odeia-se…

Sempre foi…

Esperemos que o bom senso impere e caso se comprove que não houve fraude absolutamente nenhuma, que Biden saiba restaurar a união num país que é um baluarte da liberdade e da democracia.

Ler outros textos de António Franco: Aqui… e se gostou, partilhe este texto para que mais pessoas possam ler!

Default image
António Franco
Nasci em 1966 na aldeia da Paúla, em Alenquer, e vivo dos meus prazeres... Gosto de política, de ler, não dispenso uma ida ao Gerês e à Nazaré... Conversar com os meus filhos enche-me a alma... O cheiro da terra molhada, assim como o nascer do sol e as noites estreladas de verão, alimentam-me o espírito... Depois de tudo isto contemplo a paisagem com um passeio junto aos moinhos... Este sou eu!

Deixe um Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.