Medidas Donald Trump

The Land of the Free and the Home of the Brave…

A onda anti Trump chegou também à Europa... Em bom rigor, as medidas Donald Trump estão pensadas para defender os valores e o povo Americano...

Esta é a última frase do hino Americano…

Significa o seguinte:

A terra dos livres e a pátria dos corajosos…

Desde 1776 ano da sua fundação, que os Estados Unidos assumiram um papel importantíssimo na construção de um mundo se não melhor, pelo menos mais justo…

E ao nível da economia tornaram-se rapidamente na maior e mais pujante economia do mundo…

Ainda hoje nas 40 maiores empresas do mundo, 27 são Americanas, sendo que se vermos apenas as primeiras 5, as 4 primeiras pertencem de igual modo aos Estados Unidos da América.

Nomeadamente a Walmart, a Exxonmobil, a Google e a Microsoft

Surge isto a propósito da eleição de um homem de negócios que sonhou ser presidente da maior potência mundial…

Donald J. Trump…

Temos assistido nos últimos dias a tumultos e manifestações, vindas da parte de quem se diz tolerante…

Contra os que são acusados de intolerância…

Barack Obama ganhou duas eleições…

Alguma vez se viu as pessoas que não gostavam dele nas ruas?

A incendiarem carros?

A partirem montras?

A ameaçar fazer explodir a Casa Branca?

É esta gente a rapaziada que se diz tolerante?

Expliquem-me por favor…

Uma das coisas que tem dado azo a estas manifestações tem sido o famoso muro, entre os Estados Unidos e o México…

Trump diz que vai fazer… Ainda não fez…

Mas os que agora o criticam não disseram nada quando Bill Clinton e depois Obama, construíram 1700 quilómetros do dito muro…

Ou seja, o muro que já existe nunca foi criticado…

O que ainda não foi feito, já foi em 10 dias alvo de uma contestação a todos os níveis um bocado despropositada…

Ainda em relação ao México…

Entram por ano cerca de 10 milhões de imigrantes ilegais vindos do México, nos Estados Unidos…

Não terá o país o direito de tentar estancar essa entrada em massa?

De dar mais segurança ao seu povo?

Uma das primeiras medidas Donald Trump, foi fazer com que a Ford investisse 700 milhões de dólares numa fábrica do Michigan, em vez de os investir no México…<

Alguém pode acusar o homem de trair o seu eleitorado?

Parece que a comunicação social lida mal com as vitórias daqueles de quem não gosta…

Um amigo meu que mora em Nova York referia-me isso…

No dia em que houveram comícios dos 2 candidatos na cidade, as televisões mostravam o comício democrata a abarrotar e o republicano quase vazio…

E ele dizia-me…

Isto não foi assim…

Trump teve muito mais gente a assistir, só que como a comunicação social Americana é pró Clinton, dão sempre imagens erradas no que diz respeito ao número de pessoas…

Alguns críticos dizem que Trump não é um político…

Então um homem que derrota 10 candidatos nas primárias, que lida com uma campanha terrível contra si ao nível dos média, que consegue ser nomeado contra todas as expectativas e que dá cabo do partido democrata que ocupava o poder há 8 anos, não é um político?

Então é o quê?

A onda anti Trump chegou também à Europa…

E isso ainda é mais absurdo…

O slogan de Trump era… Make America Great Again…

Não era… Make Europa Great Again…

Foi eleito para defender os valores e o povo Americanos…

Era como se em Chicago se fizesse uma manifestação contra a eleição de Mariano Rajoy

Ninguém iria entender…

Quem elegeu Trump, por mais bizarro que pareça, não foram os ricos como alguns insinuam…

Foram os pobres do Kentucky a quem prometeu apoios para a agricultura…

Foram os metalúrgicos dos grandes lagos a quem prometeu que as fábricas voltariam…

Foram os Cowboys do Texas a quem prometeu que vão ter menos concorrência na venda de carne de vaca…

Foram os agricultores do Midwest a quem jurou que os seus cereais, haviam de voltar a ser escoados…

Foram estas pessoas que não aparecem nas televisões, que elegeram Trump…

Tudo isto nas barbas de uma Hillary Clinton que apelidava estas pessoas humildes de deploráveis, enquanto bebia uma garrafa de champanhe, cujo preço dava para uma semana de alimentos daquelas famílias…

Por fim a questão das pessoas que estão proibidas de entrar nos Estados Unidos…

Quem ver esta alucinação, pensa que os Estados Unidos se fecharam…

Eu como português não tenho qualquer problema em emigrar para os Estados Unidos…

Nem os Espanhóis…

Nem os Italianos… Franceses… Alemães… Polacos… Australianos…

Existem apenas 7 países cujos cidadãos estão temporariamente impedidos de entrar em solo americano…

Todos Muçulmanos…é verdade…

Mas também porque os seus governos se recusam a dar os seus dados ao departamento de Estado Americano, e alguns deles serviram de bases de treino e recrutamento que levaram ao atentado de 11 de Setembro…

Como curiosidade e em jeito de despedida faço apenas um pequeno reparo…

Os Estados Unidos não proíbem o Islão

No entanto estes 7 países agora na berra, pelo facto de alguns cidadãos seus terem sido impedidos de entrar nos Estados Unidos, têm como legalmente prevista nas suas constituições, a pena de morte para quem professar a fé católica

Deixo-vos caros leitores uma questão muito simples…

Valerá a vida de um Cristão menos do que a de um Muçulmano?

Às vezes era bom que não nos deixássemos levar por tudo o que aparece nas televisões…

De certeza que era tudo muito mais simples e claro…

Ler outros textos de António Franco: Aqui… e se gostou, partilhe este texto para que mais pessoas possam ler!

Default image
António Franco
Nasci em 1966 na aldeia da Paúla, em Alenquer, e vivo dos meus prazeres... Gosto de política, de ler, não dispenso uma ida ao Gerês e à Nazaré... Conversar com os meus filhos enche-me a alma... O cheiro da terra molhada, assim como o nascer do sol e as noites estreladas de verão, alimentam-me o espírito... Depois de tudo isto contemplo a paisagem com um passeio junto aos moinhos... Este sou eu!
Artigos: 52

Deixe um Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.