No coração da cidade de Évora a praça do Giraldo abraça-nos.

Atualizado em
A fonte no centro da praça do Giraldo

Depois de umas passadas pelas ruas do centro histórico de Évora escolhemos o próximo destino, a Praça do Giraldo.

É sempre um prazer visitá-la!

Foi construída por volta de 1571 a 1573 e foi uma homenagem feita a Geraldo Geraldes denominado o “Sem Pavor”.

Porquê?

As fachadas e os arcos que marcam a história
As fachadas históricas marcam o casario na praça do Giraldo

Porque conquistou Évora aos mouros em 1167.

Foi de tal modo importante na história desta cidade que se apresenta de espada em punho no brasão de Évora.

A primeira Feira Franca de Évora realizou-se na Praça do Giraldo.

E aqui situam-se mais monumentos dignos de observação, tais como a igreja e a fonte.

Há muito para visitar nesta Praça, dirigimo-nos à Igreja de Santo Antão, mandada construir pelo Cardeal D. Henrique.

O artigo continua depois deste anúncio


Outrora situavam-se aqui esculturas e um arco do triunfo mas como tapavam a igreja foram destruídos dando assim origem à fonte.

A fonte, outra beleza que é atraída pelos seus pombinhos e por visitantes que não dispensam uma fotografia, ou uma selfie

De todas as maneiras e feitios esta obra em mármore faz parte dos álbuns de viagens de quem visita Évora!

Para quem não sabe, esta fonte é constituída por 8 bicas, e sabe o motivo?

Cada bica representa uma rua principal associada à Praça do Giraldo.

Bonita curiosidade…

Esplanadas dos cafés históricos.
Muitos dos cafés históricos de Évora, estão na praça do Giraldo.

Antes de seguirmos até ao Templo Romano de Évora ou Templo de Diana.

Vamos sentar-nos numa esplanada de um dos muitos cafés históricos da praça…

Saboreando uma iguaria alentejana acompanhada de um café para aconchegar o estômago.

O som da água, que vem da fonte, embala-nos…

O olhar é desviado para as arcadas, bela sombra nos dias quentes…

No lado oposto está o Posto de Turismo, muito útil se o passeio não se ficar por aqui!

O entardecer numa das ruas adjacentes à praça do Giraldo
O entardecer numa das ruas adjacentes à praça do Giraldo

Contemplamos as fachadas em estilo neoclássico e romântico assim como os seus candeeiros que carregam no topo os brasões em homenagem a Geraldo Geraldes, o “Sem Pavor”.

O Alentejo não fala, muitas vezes canta, mas o seu silêncio principalmente é o que mais nos diz tudo.

Nesta Praça do Giraldo aconteceu isso mesmo!

Siga o álbum de fotografias que preparamos desta viagem riquíssima de conhecimento…

Álbum de Fotografias Praça do Giraldo

Comente o artigo e conte-me tudo…

E se gostou, partilhe com os seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *