Retrospectiva 2016

2016 foi assim…

O ano 2016 aproxima-se rapidamente do final. É altura de se fazer uma retrospectiva 2016... um ano algo atípico e 2017 poderá ser muito clarificador!

O ano aproxima-se rapidamente do final…

Nesta altura começam a ser feitos balanços do ano que termina…

Julgo que este ano foi algo atípico e que 2017 poderá ser muito clarificador em relação a muita coisa…

Poderíamos dividir o ano em 4 temas:

Desporto…

Sociedade…

Economia…

Política…

No primeiro tema, 2016 foi um ano muito rico…

O Benfica e o Sporting lutaram até à última jornada, pelo título de campeão nacional…

Rui Vitória depois de um início algo titubeante, arrancou para uma época incrível levando o Benfica ao triunfo no campeonato…

Por outro lado, o Sporting teve tudo para ser campeão…

No entanto alguns erros de Jorge Jesus aliado a algum azar, fizeram com que o conjunto Leonino perdesse uma oportunidade soberana para alcançar um titulo que lhe foge há imenso tempo…

O presidente do Sporting ao fazer do ódio ao Benfica a sua bandeira, fragilizou imenso o clube…

Tornando-o vulnerável a ataques e a decisões que em boa verdade o prejudicaram…

Portugal foi Campeão Europeu numa final em que o mais contestado dos Jogadores, acabou por sair em ombros…

Com efeito Eder carregou aos ombros toda uma nação desejosa de alcançar um grande feito…

Poderia tê-lo feito em 2004, mas a teimosia de Scolari esbarrou na inteligência de Otto Rehhagel, o qual fez da Grécia o mais improvável campeão europeu de sempre…

Nos Jogos Olímpicos voltamos a ser aquilo que habitualmente somos…

Uma desilusão…

Custa entender como é que são gastos milhões em atletas que depois estão ao nível do Botswana ou do Zimbabwe

A nível internacional o ano desportivo fica ainda marcado pelo abandono de Nico Rosberg da fórmula 1, após ter sido campeão…

O alemão resolveu sair pela porta grande aos 31 anos, no ano em Max Verstappen se assumiu como um talento acima da média, fazendo corridas de antologia, para quem tem apenas 19 anos…

2017 será por isso para os amantes da fórmula 1, um ano muito interessante…

A nível social portugal viveu em 2016 um ano bastante calmo…

Com a chegada da esquerda radical ao poder, as centrais sindicais a ela afectas pararam as greves e as manifestações, dando ao cidadão comum a ilusão de que as coisas estão melhores…

O país fustigado pela contestação sindical durante os anos da direita no poder, vive agora numa espécie de adormecimento…

Veremos se em 2017, o despertar não vai ser igual ao de 2011, quando o ministro das finanças de então assumiu ter dinheiro para apenas um mês, e obrigando o país a ser resgatado pela Troika…

A nível económico passa-se o mesmo…

A tão contestada austeridade deu lugar a um aumento de impostos indirectos, os quais parecem não pesar no bolso dos Portugueses…

Temos como exemplo os combustíveis…

O barril de Brent, em 2013 era comercializado a 130 dólares o barril…

Hoje custa 50…

No entanto o preço final do combustível é hoje igual ao de então…

Porque o imposto subiu exponencialmente…

A nível económico, Portugal é hoje um país a caminho de uma ideologia do tipo Venezuelo-Cubano…

Com as eleições na Alemanha em 2017, veremos se o BCE vai continuar a comprar títulos de dívida…

Se deixar de o fazer, receio que 2011 se repita com um estrondo ainda maior…

A migração dos refugiados para a Europa foi outro dos assuntos que dominou o ano que agora acaba…

Já foi mais ou menos assumido que foi um erro…

A cultura do Islão revelou-se maléfica para quem os recebeu de braços abertos…

Durante o discurso de Natal, o papa Francisco, finalmente falou sobre as perseguições aos cristãos…

Deveria ter pensado nisso quando lavava os pés a muçulmanos, dizendo que o Islão era uma religião de paz…

Ao mesmo tempo, cristãos eram degolados pelo Daesh sem que se ouvisse do papa qualquer recriminação…

Ainda ontem o Presidente Checo afirmava que não recebia refugiados muçulmanos…

Por isso tenho a certeza que em 2017 será mais seguro visitar Praga do que Berlim…

A nível político, 2016 fica marcado pela eleição de Marcelo Rebelo de Sousa e Donald Trump…

Marcelo trouxe para a Presidência da Republica um estilo muito próprio…

Ao soturno Cavaco Silva, seguiu-se um presidente que parece opinar sobre tudo e aparecer em todo o lado…

Lentamente transformou o país num regime presidencialista, fazendo avisos, dando conselhos, tirando fotos com toda a gente…

O lema de Marcelo parece ser…

O governo manda no país e eu mando no governo…

Ao imiscuir-se em tudo, parece que Marcelo está a começar a perder algum élan…

E hoje já começa a ser algo contestado por quem não entende a ânsia de protagonismo do presidente…

Por fim o grande acontecimento do ano politico…

A vitória de Trump nas eleições Americanas…

Nunca em toda a história recente, um candidato foi tão atacado como Trump

Desde supostas fugas ao fisco, até assédios cometidos há 20 anos, o candidato Republicano foi alvo de uma campanha absolutamente execrável e de uma enorme falta de nível…

Tomemos como exemplo o facto de Madonna ter afiançado que faria sexo oral aos homens que votassem em Clinton…

Surreal….

Trump foi um vencedor em toda a linha…

E seguindo a lógica isolacionista e de protecção ao que é americano como é apanágio dos republicanos, tenho a certeza que em 2017 os Estados Unidos darão um salto exponencial a nível económico…

Ainda hoje Trump no seu discurso habitual, dizia que as Nações Unidas eram um sitio onde se passava o tempo e não se fazia nada…

Receio que António Guterres enquanto novo secretário geral da organização, encontre na nova administração Americana um forte opositor ao seu normalmente politicamente correcto…

Ler outros textos de António Franco: Aqui… e se gostou, partilhe este texto para que mais pessoas possam ler!

Default image
António Franco
Nasci em 1966 na aldeia da Paúla, em Alenquer, e vivo dos meus prazeres... Gosto de política, de ler, não dispenso uma ida ao Gerês e à Nazaré... Conversar com os meus filhos enche-me a alma... O cheiro da terra molhada, assim como o nascer do sol e as noites estreladas de verão, alimentam-me o espírito... Depois de tudo isto contemplo a paisagem com um passeio junto aos moinhos... Este sou eu!

Deixe um Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.